Sexta, 08 de junho de 2018, 11h07
Tamanho do texto A- A+


Política / desenvolvimento em MT

Wellington defende atuação do Governo para induzir novo ciclo

Senador foi à tribuna falar sobre o Plano Safra 2018 e destacou a necessidade de converter a capacidade de produção em benefícios coletivos à sociedade

Agência Senado

Clique para ampliar

Com expectativa de ultrapassar um novo recorde na produção de grãos e produtos da cadeia animal, Mato Grosso reclama “por um Governo que possa ajudar a induzir um novo ciclo de desenvolvimento” no Estado. Ações que, segundo o senador Wellington Fagundes (PR-MT), líder do Bloco Moderador, possam transformar a força da agropecuária “em benefício coletivo, não só com a geração de emprego como também no desenvolvimento social”.

O diagnóstico do senador republicano foi feito nesta quinta-feira, 7, em pronunciamento da tribuna do Senado, ao discorrer sobre a liberação de R$ 194,3 bilhões para financiar e apoiar a comercialização da produção agropecuária brasileira, constante do Plano Agropecuário 20117/2018, lançado pelo Governo Federal. Wellington defendeu a convergência das forças políticas e econômicas do Estado.

“O campo brasileiro já vive a expectativa de mais um salto. Seja na produção de grãos, com intermináveis e sucessivos recordes, seja também no crescimento da oferta de animais para o processamento de carnes” – ele apontou, ao destacar que o Plano Safra “tem um impacto muito importante nas expectativas do produtor rural e de toda população mato-grossense”.

Dos R$ 194,3 bilhões previstos, R$ 151,1 bilhões serão destinados para o crédito de custeio, sendo R$ 118,8 bilhões com juros controlados, com taxas fixadas pelo Governo, e R$ 32,3 bilhões com juros livres, isto é: livre negociação entre a instituição financeira e o produtor. Já o crédito para investimentos previsto é de 40 bilhões de reais. Os recursos, segundo o anúncio do Governo, podem ser acessados a partir do dia 1º de julho.

Fagundes enalteceu o trabalho do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento redução de 1,5 ponto percentual nas taxas de juros, e destacou que o pacote contempla a expectativa da agropecuária brasileira “que merece ser tratada com toda a atenção por ser atualmente aquele que mais tem dado respostas positivas ao Brasil, nesse momento de crise econômica”.

Membro da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, Wellington lembrou que o Plano Safra “tem importância vital para a agricultura brasileira, para a economia, para os empregos e para nossas exportações”. “E Mato Grosso, quero aqui destacar, exerce papel estratégico. Respondeu, no ano passado, por 15% dos valores comercializados ao exterior, com 14 bilhões e 700 milhões de dólares. O Estado contribuiu com resultado positivo na balança comercial em 13 bilhões e 300 milhões de dólares” – ele enfatizou.

Pela expressiva produção, Wellington parabenizou os trabalhadores rurais do Brasil inteiro e, em especial, de Mato Grosso, por terem conseguido esses recordes. Segundo ele, a produção agropecuária, hoje, no Brasil, é um exemplo a ser seguido pelo mundo, apesar de todas as dificuldades”.

Ao finalizar, disse acreditar que a agropecuária de Mato Grosso seguirá dando respostas positivas “por sua enorme capacidade e sua gente essencialmente trabalhadora”. Disse que o Estado que representa no Senado seguirá ajudando “a construir o Brasil desejado”, mas que se faz necessário união de esforços para suprir as carências existentes, sobretudo no campo da infraestrutura de transporte de cargas, na vertente da multimodalidade. “Mato Grosso, sem dúvida alguma, pode dar mais e melhores respostas que já apresenta no atual cenário – disse.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados