Segunda, 25 de junho de 2018, 10h23
Tamanho do texto A- A+


Geral / alerta

Ponte Benedito Figueiredo tem nova interdição

O local será interditado pela Secretaria de Mobilidade Urbana para dar continuidade no serviço de reestruturação da ponte

Os condutores de veículos que utilizam a ponte Professor Benedito Figueiredo, que fica na Avenida Engenheiro Quidauguro, ligando os bairros Coophema e Praeirinho, deverão redobrar a atenção a partir do dia dois de julho. O local será interditado pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), para dar continuidade no serviço de reestruturação da ponte.

Segundo o Diretor de Trânsito, Michell Diniz a empresa responsável pela obra solicitou a intervenção junto a Semob e deverá permanecer bloqueada por pelo menos 15 dias. “ A empresa solicitou o trancamento nesse período para a retirada da chapa de aço, colocada pela secretaria como forma paliativa”, afirma o diretor. Ele ressalta que na época, para garantir a trafegabilidade na região, a Prefeitura de Cuiabá executou um trabalho provisório, permitindo que o trânsito fosse liberado para veículos de pequeno e médio porte.

A Ponte Benedito de Figueiredo já havia sido interditada totalmente pelo Município em fevereiro e em dezembro do ano passado, sendo essa a terceira interdição. Nas ocasiões, a Defesa Civil constatou a existência de um processo de desbarrancamento em uma das suas cabeceiras.

Conforme o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, o bloqueio da Benedito Figueiredo afeta o trânsito das Avenidas Fernando Corrêa e Beira Rio e a restauração se dará em período de férias escolares, medida adotada para amenizar o impacto no trânsito. “Optamos pela intervenção nesse período em que muitas instituições de ensino estão no período de férias, para tentar impactar o menos possível na mobilidade urbana para quem faz o acesso desses bairros pela Benedito Figueiredo”, afirma o gestor.

A partir da próxima semana, a Semob fará a sinalização do entorno do acesso à ponte, informando os condutores sobre a interdição. “Essa é uma interdição considerada importante, o local será todo sinalizado, indicando o bloqueio e a Semob dará total apoio, inclusive com nossos agentes de trânsito. Pedimos novamente um pouco de paciência, que toda intervenção é sempre visando a segurança dos munícipes”, finaliza Antenor.

Obra

A obra da ponte é de responsabilidade do Estado, por meio da Secid, porém, a pasta rompeu o contrato com a empresa A.I. Fernandes Serviços de Engenharia, por não cumprir o prazo de finalização que eram de 90 dias.

As obras de reconstrução da cabeceira da ponte foram reiniciadas em janeiro pela empresa Conenge Construção Civil LTDA., vencedora do processo licitatório de caráter emergencial realizado pela Secretaria. A empresa tem até 90 dias para a conclusão dos trabalhos, ao custo de R$ 514,4 mil.

A construção da ponte foi idealizada para a Copa do Mundo de 2014 e teve orçamento final de R$ 5,83 milhões. O objetivo da obra que liga as avenidas Beira Rio à Quindauguro Fonesca é desafogar o trânsito na Avenida Fernando Corrêa, uma das principais de Cuiabá.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados